Teste de Paternidade

A necessidade de se estabelecer relações de vínculo genético e determinação de paternidade frequentemente surge em contextos legais, sociais ou médicos, sendo os testes genéticos a única forma de comprovar tais relações de maneira efetiva.

O Teste de Paternidade tem por finalidade identificar vínculos genéticos familiares utilizando o ácido desoxirribonucleico ou DNA, que é único e responsável pela transmissão das características hereditárias dos pais para seus filhos. O teste baseia-se no fato que a metade da estrutura do DNA de um indivíduo é proveniente da mãe (óvulo) e a outra metade do pai (espermatozoide).

Principais testes disponíveis:

 

DNA TRIO: Modalidade mais popular de exame de DNA para investigação de paternidade. São utilizadas amostras biológicas da mãe, do(a) filho(a) e do suposto pai indicado no exame.

DNA DUO: Teste de DNA realizado utilizando amostras biológicas de somente dois indivíduos, ou seja, amostras do(a) filho(a) e do suposto pai para a determinação da paternidade. Embora bem menos frequente, pode ser empregado também para confirmação de vínculo de maternidade (amostra do(a) filho(a) e da suposta mãe).ação de paternidade. São utilizadas amostras biológicas da mãe, do(a) filho(a) e do suposto pai indicado no exame.

DNA RECONSTRUÇÃO GENÉTICA: Modalidade disponível quando o suposto pai é falecido. Nesta modalidade o perfil genético do suposto pai é reconstruído através de seus familiares.

Dúvidas mais frequentes:

O que é o DNA?

DNA (ácido desoxirribonucleico) é um tipo de ácido nucleico que possui papel fundamental na hereditariedade, sendo considerado o portador da mensagem genética. É no DNA que estão codificadas todas as características de um ser vivo, que são únicas em cada indivíduo. Por meio do DNA é possível identificar pessoas, realizar testes que indicam a paternidade, solucionar crimes, identificar doenças antes destas se manifestarem.

O que são teste de paternidade TRIO e teste de paternidade DUO?

DNA TRIO – Investigação de paternidade onde são utilizadas amostras biológicas da mãe, do (a) filho (a) e do suposto pai indicado no exame.

DNA DUO – Teste de DNA que utiliza amostras biológicas de somente dois indivíduos, amostras do (a) filho (a) e do suposto pai para a determinação da paternidade. Embora bem menos frequente, pode ser empregado também para confirmação de vínculo de maternidade, utilizando-se amostra do (a) filho (a) e da suposta mãe.

Quais documentos são necessários para a realizar o teste?

Para DNA TRIO: Documento de Identidade da mãe, Documento de Identidade do suposto pai, Documento de Identidade ou Certidão de Nascimento ou Declaração da Maternidade para o filho (a).

Para DNA DUO: Documento de Identidade do suposto pai, Documento de Identidade ou Certidão de Nascimento do filho (a).

*Nota: Para a realização do DNA DUO, a criança deve ser registrada em nome do suposto pai ou deverá apresentar uma autorização da mãe para a realização do exame.

Existe algum preparo para a coleta?

Para coleta não é necessário jejum e nenhum outro preparo do paciente.

Como é realizada a coleta do material?

O teste é realizado a partir da coleta do material genético, esta coleta é realizada preferencialmente através de swab bucal por sua praticidade e conforto aos envolvidos.

Qual é o grau de confiabilidade do teste?

Os testes de DNA TRIO e DNA DUO são liberados com probabilidade mínima de paternidade de 99,9999% e 99,99% respectivamente.